Plantas suculentas: principais tipos e cuidados a ter

0
23

A calma e a tranquilidade que a natureza nos transmitem fazem com que muita gente sinta cada vez mais necessidade de colocar plantas em casa. A maioria das vezes o problema é como cuidar delas. E por este motivo as plantas suculentas têm vindo a se tornar mais populares. São fáceis de cuidar, costumam resistir mesmo aos donos mais desatentos, as suas formas e tonalidades para decorar a sua casa são infinitas, por isso elas são umas ótimas companheiras para quem gosta de verde em casa.

As suculentas tiveram origem num local seco e de sol forte, por esse motivo a maioria delas pode crescer com facilidade em casas e apartamentos ensolarados. A sua grande quantidade de variedades de espécies é que dificulta o cultivo de uma forma única. Mas nós temos algumas dicas para o ajudar!

suculenta colar de pérola

Tipos de suculentas mais populares

  • Colar de pérolas: este tipo de suculentas é conhecido por colar de pérolas graças ao seu aspeto, as suas folhas parecem um colar com pérolas verdes que se assemelham a ervilhas quando a suculentas esta pentes. Na primavera podem aparecer flores brancas com cheirinho a canela.

suculenta estrelinha gorda

  • Estrelinha gorda: é conhecida por este nome graças as suas folhas cilíndricas  e as flores da espécie, que são amarelas, tem o formato de estrela e podem aparecer durante o outono e inverno.
  • Orelha de shrek: esta suculenta apresenta um formato único. Ela possui folhas tubulares com ventosas, que tem aparência igual às orelhas do Shrek, o famoso ogro dos filmes infantis. Pode ter tons avermelhados nas pontas das folhas e flores brancas rosadas.

suculenta

  • Planta Jade: esta suculenta também se aparenta com a orelha do shrek, contudo as suas folhas não formam uma ventosa. Elas são mais grossas e em verde jade, daí o seu nome popular da espécie. Também no outono ou inverno podem aparecer flores brancas ou cor-de-rosa.

suculenta

  • Rosa de pedra: a suculenta rosa de pedra também é conhecida como bola-de-neve mexicana, é uma das suculentas mais populares do Brasil. Sua aparência é de um desabrochar de uma rosa e suas cores variam, podendo ser verde ou mais acinzentada.

cultivar suculentas

  • Zebra: esta suculenta possui estrias de tubérculos brancos, que parecem verrugas, e dão o efeito de listras quando contrastadas com o verde das suas folhas. Foi por este motivo que ela ganhou o seu popular nome de zebra. Outra particularidade desta espécie são as suas folhas grossas e pontiagudas.

suculentas zebra

Principais cuidados

A escolha do vaso

Para ter uma planta saudável e que dure muitos anos é importante escolher um vaso furado para facilitar o escoamento da água de cada rega. Tenha atenção porque a água em excesso vai matar a sua planta. Evite plantar a suculenta em cachepots, use um vaso furado dentro deles e tudo dará certo. Ao fazer a rega, retire o vaso de dentro do cachepot para que a sua suculenta se livre do excesso de água, no fim basta voltar a encaixar no lugar novamente.

Rega

As suculentas são plantas que normalmente necessitam de pouca regra, você pode seguir um padrão simples: de verão regue uma vez por semana , de inverno de uma a duas vezes por mês. Se a terra estiver úmida não regue a sua suculenta, e para conferir se está húmida ou não é simples, basta enfiar o dedo ou um palito no substrato. Não jogue água nas folhas para elas não apodrecerem. Tenha atenção ao excesso de água para não matar a sua plantinha!

Luminosidade

As suculentas preferem o sol da manhã e a maioria delas precisa de iluminação direta. Luz é vida para as suculentas, portanto elas não vão sobreviver em locais como banheiros, estantes e prateleiras internas. Se você mora em apartamento ou em algum local que tenha pouca incidência de luz, procure deixar as plantas em janelas, sacadas ou qualquer local onde ela consiga receber o máximo de luminosidade possível. 

Adubos

É importante adicionar nutrientes às suas plantas regularmente, o período ideal no caso das suculentas é de 3 em 3 meses. Você pode comprar adubos específicos em lojas especializadas como húmus de minhoca ou outro composto orgânico. Outra opção é usar casca de ovo triturada no liquidificador, o cálcio vai deixar as folhas e caules mais resistentes.

Substrato

O substrato é basicamente a terra onde você vai plantar a sua suculenta. Elas se adaptam melhor quando você usa terra adubada misturada com areia de construção lavada. A terra deve ser leve, sem torrões para facilitar a drenagem.

Montagem do vaso

Ao montar o vaso de uma suculenta você vai preparar camadas sendo que a primeira delas deve ser feita com pedriscos, cascalho, cacos de telha ou argila expandida. Ela vai funcionar como uma barreira de drenagem. Cubra as pedras com um pedaço de manta ou TNT para segurar a terra durante as regas.

Por cima da manta ou do TNT vai o substrato e você vai encaixando as mudinhas da forma que achar melhor. Trate-as com bastante cuidado e delicadeza, elas quebram facilmente e são bem sensíveis. Use um pincel com cerdas bem macias para tirar a terra ou sujeirinhas das folhas e pode afofar a terra com carinho.

Muita gente finaliza os vasos de suculentas com pedriscos brancos para deixar o arranjo mais bonito, mas essas pedrinhas não fazem bem para a planta. Elas são feitas de mármore picado e quando molhadas, soltam um pó que vai prejudicando a planta com o passar do tempo. Decore com coberturas naturais como casca de pinus, por exemplo.

Podas

As suculentas não precisam de podas, mas é bom retirar as folhas mortas ou secas para que ela possa crescer sempre bonita e saudável. Estas plantas crescem de acordo com o espaço que tem para se desenvolver. Se você a colocar num vaso pequeno ela ficará pequena e num vaso grande irá crescer.

Mudas

As suculentas são muito fáceis de “pegar”, portanto se você quer fazer novos vasos basta criar uma espécie de berçário para novas mudas a partir de folhas soltas fincadas na terra. Não demora muito para cada folhinha criar raízes e se transformar numa nova muda prontinha para ornamentar um novo arranjo.

As suculentas são plantas muito versáteis, lindas e fáceis de cuidar. Graças à sua versatilidade podem transformar-se em presentes originais e agradar pela sua delicadeza. 

A melhor maneira de cuidar bem das suas plantinhas verdes é ficar de olho nos sinais que elas vão dando. Se as folhas estiverem crescendo para cima significa que elas precisam de mais sol, mas se tiverem perdendo o viço elas precisam de mais água. Na hora de montar o seu vaso abuse na criatividade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui