Dieta Paleolítica – o que é, como funciona e o que comer

0
154

A dieta paleolítica, também conhecida como dieta paleo, é um tipo de alimentação cujos fundamentos se baseiam nos regimes alimentares que nossos ancestrais realizavam na idade da pedra. Essa dieta é uma opção para as pessoas que desejam baixar o peso ou controlar melhor os níveis de açúcar no sangue, realizando algumas modificações no seu estilo de vida.

O que é a dieta paleolítica

A dieta paleo propõe a volta da alimentação de nossos ancestrais – que se alimentavam de carne, frutos e sementes, com a justificativa que essa é a alimentação para a qual nosso organismo foi moldado por milhões de anos. A dieta paleolítica foi construída com a premissa de que doenças comuns nos dias de hoje (diabetes, distúrbios metabólicos, problemas do coração, obesidade), são respostas do corpo ao excesso de carboidrato, açúcar e alimentos processados impostos pela dieta contemporânea. Apesar de soar radical, a maior parte dos seguidores defende uma dieta paleolítica adaptada às características de cada um.

Como funciona

Na dieta paleolítica é recomendado o consumo apenas de alimentos naturais e de origem animal e vegetal, uma vez que fornecem os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo. Não há um período pré-estabelecido que se deve seguir a dieta, isso porque trata-se de uma alimentação natural e saudável, no entanto, antes de iniciar a dieta paleolítica é importante consultar um nutricionista para que seja realizada uma avaliação do estado geral de saúde da pessoa, isso porque como se trata de uma alimentação rica em proteínas, pode não ser adequado para quem possui problemas nos rins ou que possuem osteoporose.

Os alimentos incluídos nessa dieta são ricos em fibras, proteínas, vitaminas e minerais e é possível diminuir o risco de doenças crônicas pois evita que exista deposição de gordura nos vasos e promove a regulação dos níveis de açúcar no sangue, já que é rica em fibras. Além disso, essa dieta também pode ajudar no processo de desenvolvimento dos músculos e de perda de peso, pois as proteínas e fibras promovem maior sensação de saciedade e maior atividade do metabolismo.

o que comer na dieta paleo

O que comer

Na dieta paleolítica é recomendado incluir na alimentação do dia a dia os alimentos que provêm da natureza, sendo importante que sejam consumidas frutas como maçã, pêra, banana, laranja e abacaxi. Além disso, outros alimentos que devem fazer parte desse tipo de dieta são:

  • Vegetais como, acelga, rúcula, alface e espinafre
  • Legumes como cenoura, pimentão, abobrinha, abóbora e berinjela
  • Azeites de oliva, abacate e linhaça
  • Raízes e tubérculos, como batata, batata doce, inhame, mandioca
  • Carnes com baixo teor de gordura, como peixes, mariscos, frango, peru, carne de cordeiro, carne de cabra, fígado
  • Frutos secos, como amêndoas, castanha do Pará, castanha de caju, avelãs, nozes, pistache, macadâmia, abóbora, gergelim e sementes de girassol
  • Café e chás, 1 vez por dia e sem açúcar

Os alimentos a serem incluídos na dieta paleolítica devem ser recomendados pelo nutricionista para evitar deficiências nutricionais e complicações.

Alimentos que devem ser evitados

Na dieta paleolítica não estão presentes os seguintes alimentos:

  • Cereais e alimentos que os contenham: arroz, trigo, aveia, cevada, quinoa e milho
  • Grãos: feijão, amendoim, soja e todos os produtos, como tofu, ervilhas e lentilhas
  • Açúcares e qualquer alimento ou preparação que contenha açúcar, como biscoitos, bolos, sucos pasteurizados e refrigerantes
  • Leite e derivados, como queijos, iogurtes, creme de leite, leite condensado, manteiga e sorvete
  • Alimentos processados e empacotados
  • Carnes gordurosas, como bacon, mortadela, salsicha, pele de peru e de frango, presunto, calabresa, salame, conservas de carne, porco e costelinha
  • Sal e alimentos que o contenham

Dependendo da pessoa, é possível adaptar a dieta paleolítica à pessoa, podendo ser consumidas as carnes compradas nos supermercados, comprar azeite de oliva e de linhaça e farinhas que são provenientes das oleaginosas, como farinha de amêndoa e de linhaça, por exemplo.

Diferença entre dieta paleolítica e low carb

A principal diferença é que na dieta Paleo deve-se evitar todo tipo de grãos ricos em carboidratos, como arroz, trigo, milho e aveia, por exemplo, enquanto na dieta low carb esses grãos ainda podem ser consumidos em pequenas quantidades algumas vezes por semana. Além disso, a dieta low carb permite o consumo de alimentos processados, desde que não sejam ricos em açúcar, farinhas e outros carboidratos, enquanto na dieta paleolítica o ideal é reduzir ao máximo o consumo de industrializados e optar pelos orgânicos.

Dieta paleo emagrece?

Esta dieta pode levar a redução do peso uma vez que há redução do consumo de carboidratos. Os carboidratos como pães, massas e arroz são digeridos no estômago rapidamente elevando os níveis de glicose na corrente sanguínea e a glicose em excesso pode ser metabolizada e transformada em gordura, levando ao acúmulo no tecido adiposo. Estes carboidratos refinados são excluídos desta dieta, contribuindo assim com o emagrecimento. Fora isso, a dieta paleolítica prevê a eliminação do consumo de alimentos industrializados em geral, com glúten ou lactose, uma vez que o consumo destes alimentos atualmente pode estar associado ao ganho de peso, aparecimento de inflamações, distúrbios endócrinos e metabólicos.

Vantagens 

  • Consumir carboidratos de qualidade com moderação é uma boa maneira de melhorar a saúde e emagrecer
  • Consumir bastante água é essencial para manter a saúde, portanto, essa é uma ótima recomendação
  • Cortar o açúcar e os alimentos processados pode não só ajudar a melhorar a saúde, mas também emagrecer e manter um peso saudável
  • As gorduras também são importantes para o corpo humano, afinal, elas têm uma função importante na produção de hormônios, ajudam a manter a temperatura corporal equilibrada, dentre outras funções
  • O consumo de carne é vantajoso, pois esse alimento possui muita proteína e também aminoácidos essenciais, portanto, comer carne é importante para a saúde
  • Consumir bastante frutas e vegetais é uma boa maneira de nutrir o corpo, pois esses alimentos são ricos em nutrientes

Desvantagens

  • As frutas são ricas em frutose, e frutose é um tipo de açúcar, portanto, a recomendação é não exagerar. Se você seguir a dieta paleolítica sem orientação, pode acabar exagerando nas porções de frutas e vegetais e ingerindo uma enorme quantidade de calorias
  • O consumo excessivo de alimentos ricos em proteínas (como a carne) pode prejudicar a saúde dos rins e retirar o cálcio dos ossos
  • As gorduras são importantes para a saúde, contudo, é preciso consumir de forma moderada. Seguir essa dieta sem orientação pode te levar a consumir muita gordura, podendo ocorrer aumento de peso e prejuízos no que diz respeito à saúde
  • Algumas versões mais radicais da dieta paleolítica pregam a adoção de uma estratégia que se baseia na ideia de que no passado nossos ancestrais não conseguiam encontrar comida todos os dias, então, acabavam ficando longos períodos em jejum. Assim, a proposta é, de vez em quando, ficar de 16 a 24 horas sem ingerir nenhum alimento. Isso pode ser perigoso, pois o jejum prolongado pode provocar problemas como hipoglicemia, irritabilidade, dor de cabeça, dificuldade de concentração, dentre outras complicações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui